20 Mai, 2021

Quase 2400 profissionais contratados ao abrigo da pandemia já saíram do SNS

No regime excecional de pandemia, o SNS contratou 9895 profissionais de saúde, mas quase 2400 já saíram.

Desde março do ano passado que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem vindo a contratar profissionais de saúde ao abrigo do regime excecional de resposta à pandemia. Já foram contratados 9895 profissionais, mas 2394 já abandoram o cargo nos hospitais públicos.

Ao Jornal Público, o Ministério da Saúde informou que “foram contratados ao abrigo do regime excecional de resposta à pandemia 9895 profissionais com vínculos de emprego a termo resolutivo certo, mantendo-se ao serviço 7501 profissionais”.

2394 profissionais saíram já do SNS por denúncia ou porque os contratos que tinham ao abrigo deste regime terminaram.

Segundo o ministério, dos quase 2400 contratos que terminaram, a maioria são assistentes operacionais (938), seguindo-se os enfermeiros (818). Saíram ainda  218 assistentes técnicos, 132 técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica, 84 técnicos superiores e 204 médicos.

Por outro lado, cerca de 2166 profissionais já integraram os quadros do SNS. O ministério específica que, dos contratos convertidos, 918 são assistentes operacionais, 152 assistentes técnicos, 794 enfermeiros, um farmacêutico, cinco técnicos de informática, 52 técnicos superiores e 244 técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica.

Quanto aos clínicos que integraram os quadros, os contratos foram convertidos ao abrigo do Decreto-Lei 89/2020, que estipulou 2995 vagas para a integração de profissionais com contratos a termo de resposta à pandemia. A medida destina-se aos profissionais que tivessem feito oito meses de trabalho com os contratos a termo até 31 de março deste ano.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais