3 Jun, 2020

MSD reforça combate à COVID-19 com desenvolvimento de vacinas e tratamentos

A MSD aumenta os seus esforços no combate à COVID-19 ao anunciar a aquisição da Themis Bioscience e a colaboração com a IAVI para o desenvolvimento de potenciais vacinas contra o SARS-CoV-2.

A empresa firmou também uma parceria com a Ridgeback Bio para avançar com a criação de um novo candidato antiviral, o EIDD-2801. Ambas as vacinas candidatas encontram-se em desenvolvimento pré-clínico com o arranque dos ensaios previstos para o final de 2020. O candidato a tratamento está presentemente a ser avaliado em ensaios clínicos em estádios iniciais.

Consciente da sua responsabilidade para ajudar a comunidade científica a encontrar novos medicamentos e vacinas para pôr fim a esta pandemia, a MSD decidiu agir em duas frentes: neste momento, a farmacêutica líder em vacinas e no desenvolvimento de antivirais está a trabalhar numa solução de tratamento e em respostas de prevenção.

O seu legado único nesta área e expertise em fármacos anti-infeciosos, permitiram unir esforços a duas entidades focadas no tratamento de doenças infeciosas para contribuir com esperança para o desenvolvimento de uma resposta segura, eficaz e acessível a todas as pessoas.

A Companhia defende que o sucesso irá exigir esforços múltiplos e colaboração global entre países e empresas. Como tal, para acelerar o processo e aumentar a capacidade de resposta, a MSD estabeleceu uma parceria com a IAVI e avançou com a aquisição da Themis Bioscience, uma empresa focada no desenvolvimento de vacinas e terapias de modulação imunológica para doenças infeciosas e oncológicas. Parte deste trabalho terá como base os esforços desenvolvidos previamente para combater outros vírus que estão na origem do sarampo e do ébola.

Com estas colaborações, a MSD pretende não só complementar as suas capacidades na investigação e desenvolvimento de vacinas, mas também reforçar a descoberta, desenvolvimento, produção e distribuição a nível mundial. A COVID-19 é um desafio global que requer soluções globais. Por isso, a MSD pretende encontrar uma vacina eficaz, mas torná-la amplamente acessível e disponível globalmente. Consciente do caminho a percorrer para a descoberta de uma vacina, a MSD analisou cuidadosamente diferentes plataformas promissoras.

Além das vacinas contra o SARS-CoV-2, a Companhia quer avaliar os seus ativos antivirais para tratar pessoas com COVID-19. Para tal, a MSD fechou acordo com a Ridgeback Biotherapeutics LP, uma empresa de biotecnologia, para desenvolver o EIDD-2801, um candidato antiviral oral, que se encontra atualmente nos primeiros estadios de desenvolvimento clínico para o tratamento de pacientes com COVID-19.

A avaliação clinica do EIDD-2801 em pacientes com COVID-19 está apenas a começar, mas os estudos da fase 1 demonstraram que o composto é bem tolerado e os estudos pré-clínicos indicam que o EIDD-2801 possui propriedades antivirais potentes contra várias estirpes de coronavírus, incluindo o SARS-CoV-2.

COMUNICADO

 

[box] Notícias Relacionadas:

“Siga o Coração”: MSD e SPC lançam 1ª edição do e-learning sobre dislipidemia

No próximo dia 1 de junho, arranca a 1ª edição do e-learning “Siga o Coração”, um curso online que tem como objetivo contribuir para o conhecimento dos profissionais de saúde na área da dislipidemia.

HPV Clinical Cases: MSD incentiva partilha de conhecimento científico

A MSD Portugal volta a promover o HPV Clinical Cases. Submissão de casos clínicos decorre até dia 30 de junho.

[/box]
ler mais

RECENTES

ler mais