5 Mai, 2020

Dicas e exercícios para cuidar da saúde ocular nesta etapa de maior exposição a ecrãs

Síndrome do olho seco é uma patologia que afeta cerca de 20% da população adulta portuguesa.

Durante a situação de emergência de saúde pública, o aumento da exposição a ecrãs de televisão, computadores e dispositivos inteligentes que utilizamos para mantermos informados, ter momentos de lazer ou trabalhar, pode causar o síndrome do olho seco, uma patologia que afeta cerca de 20% da população adulta portuguesa1 ,e que ocorre quando a superfície dos olhos não se encontra devidamente protegida pelas lágrimas, devido a um défice na quantidade ou qualidade da camada lacrimal.

Sobre esta patologia, o Francisco Alba Bueno, OD, PhD, Field Medical Advisor Alcon Iberia, diz que “para combatê-la, é necessário manter hábitos saudáveis e utilizar uma solução que restaure a humidade dos olhos e atue rapidamente para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.” Além disso, passar muito tempo num espaço fechado pode afetar a nossa visão de longa distância. Alba esclarece que “a visão humana é projetada para ver em espaços abertos, e a necessidade de adaptação a distâncias curtas por muito tempo pode causar fadiga e stress visual. Por esta razão, é importante exercitar os nossos olhos para fortalecê-los e melhorar assim a nossa saúde visual.”

A Alcon partilha algumas dicas e exercícios para proteger a saúde visual sem sair de casa, durante o período de emergência:

  1. Utilizar gotas lubrificantes que mantenham a humidade dos olhos.
  2. Evitar o fumo do tabaco para prevenir a irritação ocular.
  3. Utilizar humidificadores: é aconselhável a utilização de humidificadores para evitar que o ambiente seja demasiado seco e possa provocar a evaporação de lágrimas, situação que pode ser também derivada da utilização da calefação.
  4. Boa iluminação: iluminar os espaços 50% abaixo do nível de luminosidade do ecrã do computador, além de utilizar ecrãs de qualidade, ajustando o tamanho da fonte e o brilho.
  5. Postura adequada: adotar uma boa postura e manter-se a uma distância adequada ao trabalhar com o computador e outros dispositivos com ecrãs.
  6. Realizar pausas: é recomendável fazer uma pausa a cada 20 minutos, retirar a visão do ecrã e focar o nosso olhar durante 20 segundos num objeto colocado a 6 metros de nós, primeiro, e depois noutro mais próximo durante o mesmo período.
  7. Dieta equilibrada: elementos como o Ómega 3 e as vitaminas A, C e E, são benéficos para a saúde ocular. Antioxidantes como a luteína têm uma importante capacidade de agir como filtro de luz contra alguns dos efeitos nocivos da luz solar. É essencial beber pelo menos 2 litros de água por dia para manter uma boa hidratação.
  8. Os utilizadores de lentes de contacto devem continuar a praticar uma utilização segura das mesmas, tendo em conta os hábitos de higiene como lavar sempre as mãos com água e sabão antes de manusear as lentes.
  9. Existem lentes desenhadas com materiais específicos para manter a hidratação ocular, que ajudam a manter o conforto ao longo do dia e visão clara, e podem ajudar a prevenir a secura dos olhos secos enquanto a utilização de ecrãs.

Hoje, como sempre, os doentes podem contar com os médicos imunoalergologistas para os ajudar a ter a melhor qualidade de vida possível nestes tempos e no futuro.

ler mais

RECENTES

ler mais