19 Ago, 2020

OMS diz que segunda vaga pode ter origem nos mais jovens

Houve uma mudança detetada nas características do coronavírus e as pessoas mais jovens estão cada vez mais na origem de surtos e contágios, alerta a Organização Mundial da Saúde

“A pandemia está a mudar. Pessoas na faixa dos 20, 30 e 40 anos estão cada vez mais na raiz da ameaça”, afirmou o diretor da região do Pacífico Ocidental da OMS, Takeshi Kasai.

“Na região da Ásia-Pacífico, a doença é atualmente disseminada por jovens que, às vezes, não sabem que estão infetados”, disse o responsável, destacando que este papel dos jovens, especialmente daqueles que viajam nas férias, também foi detetado na Europa e, sobretudo, em Itália.

Esta semana, perante o aumento dos casos importados, a Itália decidiu exigir um teste ao novo coronavírus aos que entram no país vindos da Grécia, Croácia, Malta e Espanha e determinou o encerramento de discotecas e outros locais noturnos frequentados sobretudo por jovens, além de obrigar ao uso de máscara entre as 18:00 e as 06:00.

Também no sudeste do Pacífico, as medidas de proteção contra o contágio foram aumentadas, como no caso da Coreia do Sul, onde as discotecas, bares de karaoke, cinemas e restaurantes de ‘buffet’ passaram a estar sujeitos a regras de controlo, como distanciamento, medição da temperatura e obrigatoriedade do uso de máscara, sob pena de serem encerrados.

Já na semana passada, o Governo espanhol e as autoridades regionais do país decidiram fechar discotecas, bares e salões de baile, como medida de contenção contra a pandemia.

As autoridades aprovaram também a proibição de fumar ao “ar livre como, por exemplo, em esplanadas” e sempre que não seja possível manter a distância de segurança de dois metros entre as pessoas, medida que já está em vigor em duas das 17 regiões autónomas espanholas.

SO/LUSA

ler mais