17 Jul, 2023

Literacia em saúde. Porto vai acolher debate sobre registo eletrónico único e integração de cuidados

Depois de Lisboa e Madeira, a cidade do Porto vai contar também com a apresentação do primeiro Manual de Literacia em Saúde, no ICBAS.

A Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS) vai organizar um conjunto de palestras ligadas à saúde na próxima quarta-feira, 19 de julho. O registo eletrónico único e a integração de cuidados vão estar em debate, a partir das 17h, no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. A entrada é livre.  

O encontro vai contar com a reflexão e o contributo de vários especialistas da área. Henrique Martins, médico internista e professor no ISCTE, e Rita Veloso, vogal do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Santo António, vão abordar a implementação do registo eletrónico único — um instrumento que visa reunir informação essencial de cada cidadão para a melhoria da prestação de cuidados de saúde. 

Já na segunda parte será a vez de dar a palavra a Luís Barreto Campos, presidente do Conselho Português para a Saúde e Ambiente, e ao médico José Mendes Nunes. Estes profissionais vão debater a estratégias para a integração de cuidados em Portugal. 

“Este debate representa o compromisso em fomentar a troca de conhecimentos e experiências entre profissionais, decisores políticos e público geral na área da saúde. Estamos confiantes de que, através do contributo destes especialistas, possamos aprofundar ainda mais os assuntos em debate: identificar desafios, partilhar melhores práticas e apontar soluções. Tudo isto faz parte do caminho para aumentar a literacia em saúde da população e até mesmo dos profissionais de saúde”, explica a presidente da sociedade científica, Cristina Vaz de Almeida. 

O evento vai contar ainda com a apresentação do primeiro Manual de Literacia em Saúde, lançado pela SPLS. “Esta é uma iniciativa pioneira destinada a capacitar indivíduos e comunidades a adquirir conhecimentos essenciais sobre saúde e bem-estar”, revelam as coordenadoras do projeto, Cristina Vaz de Almeida e Isabel Fragoeiro. “Este Manual de Literacia em Saúde foi elaborado com o objetivo de superar barreiras através dos contributos de dezenas de especialistas que acreditam que é possível melhorar a saúde de todos através do aumento da literacia”, acrescentam. 

Toda a informação sobre o evento pode ser consultada aqui.  

 

Notícia relacionada

DGS destaca importância da literacia e dos planos de contingência na resposta sazonal

Print Friendly, PDF & Email
ler mais
Print Friendly, PDF & Email
ler mais