15 Jun, 2021

Itália desce abaixo dos 1000 novos casos pela primeira vez desde setembro

A campanha de vacinação continua a avançar a bom ritmo, com 26% da população já vacinadas com duas doses.

Itália registou 907 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, número que, pela primeira vez desde setembro de 2020, desce abaixo do milhar, indicam os dados divulgados pelo Ministério da Saúde italiano.

Trata-se do menor aumento de casos desde os 975 registados a 1 de setembro de 2020 (a 25 de agosto do mesmo ano foi de 876), elevando o total acumulado de infeções do país para 4.245.779 desde o início da pandemia no país, em fevereiro.

As segundas-feiras são tradicionalmente os dias com números oficiais mais baixos, face ao total de testes realizados aos domingos (realizaram-se 79.500 entre domingo e hoje, total muito abaixo do habitual realizado durante a semana).

Também nas últimas 24 horas, a Itália contabilizou 36 mortes associadas ao vírus Sars-CoV-2, número ligeiramente superior do que as 26 registadas no domingo, o que já se via no país desde outubro de 2020.

Desde o início da pandemia, em fevereiro do ano passado, Itália acumulou 127.038 mortes associadas à covid-19.

A situação e a pressão nos hospitais continua a evoluir favoravelmente.

Dos 157.790 casos ativos, a maioria está em casa com sintomas leves ou sem eles, enquanto 4.001 estão hospitalizadas menos 106 do que no dia anterior, enquanto 536 permanecem nas unidades de cuidados intensivos (menos 29).

A campanha de vacinação continua também a avançar e um total de 14,1 milhões de italianos já foram imunizados com as duas doses da vacina, o que representa 26% da população total.

Com estes números de nítida melhora da pandemia, Itália continua a avançar no desconfinamento e, a partir de hoje, mais da metade do país, cerca de 40 milhões de pessoas estarão integradas nas regiões classificadas como “áreas brancas”, ou seja, sem restrições, apenas o uso da máscara.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais