2 Fev, 2017

Zika: Vacina segura para mulheres contra o vírus não estará disponível até 2020

Dezenas de pesquisas contra o vírus Zika estão a ser desenvolvidas atualmente, mas nenhuma vacina estará disponível para mulheres em idade fértil antes de 2020, anunciou Margaret Chan, diretora-geral da OMS

“Cerca de 40 vacinas permanecem em estudo. Algumas estão em fase de ensaios clínicos, mas uma vacina considerada segura o suficiente para ser usada por mulheres em idade fértil não poderá ser totalmente licenciada antes de 2020”, disse a diretora-geral da OMS.

Há exatamente um ano a OMS decretou que o vírus Zika, ligado a anormalidades cerebrais graves em crianças, representava uma “emergência de saúde pública de alcance global.”

Este estado de emergência foi retirado em 18 de novembro, quando a organização considerou que “um forte mecanismo técnico de longo prazo a havia obrigado a a dar uma resposta global.”

“Um ano depois, onde estamos? A propagação internacional do vírus continuou, mesmo com um monitoramento melhor. Cerca de 70 países e territórios nas Américas, África, Ásia e no Pacífico Ocidental têm relatado casos de vírus Zika desde 2015”, acrescentou Margareth Chan.

O vírus Zika, que afetou principalmente o Brasil, é transmitido pela picada do mosquito ‘Aedes aegypti’ e através de relações sexuais.

A doença tem sido apontada como causa de problemas neurológicos em adultos e de defeitos congénitos como a microcefalia, que foi observada em fetos e recém-nascidos de mães infetadas pelo vírus Zika durante a gravidez.

LUSA/SO

 

ler mais

RECENTES

ler mais