15 Fev, 2018

Unidades de Saúde Familiar em Rio Tinto e Barcelos abrem segunda-feira

A região Norte vai passar a contar com mais duas Unidades de Saúde Familiar (USF´s) já a partir de segunda-feira, dia 19, como avança a Administração Regional de Saúde do Norte

A região Norte vai passar a contar com mais duas Unidades de Saúde Familiar (USF´s) já a partir de segunda-feira, dia 19, como avança a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), através de dois comunicados.

Em Rio Tinto, no concelho de Gondomar, será inaugurada a USF “Despertar”. Ficará situada na Rua da Chaimite, nº 344 e terá capacidade para atender um universo de 7150 utentes e ainda atribuir médico de família a 242 pessoas até agora sem médico. Esta USF estava à espera de autorização para abrir portas desde Outubro.

Vai dispor de uma Equipa de Saúde Familiar composta por quatro médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar, quatro enfermeiros de família e três secretários clínicos, o que, desta forma, lhe permite atribuir equipa de saúde familiar a, praticamente, toda a população inscrita.

Barcelos também contará com mais uma USF a partir de dia 19 de Fevereiro. Situa-se na Rua de Santa Maria, nº95 e está dimensionada para atender, aproximadamente, 5.700 utentes e ainda atribuir médico de família a 2187 pessoas.

Esta USF, que está sedeada em instalações devidamente requalificadas, vai dispor de uma Equipa de Saúde Familiar composta por três médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar, três enfermeiros de família e três secretários clínicos, o que, desta forma, lhe permite atribuir equipa de saúde familiar a, praticamente, toda a população inscrita.

Nestas duas USF´s estão incluídos os serviços da carteira básica preconizada atualmente e adequada às características da população: Vigilância, promoção da saúde e prevenção da doença nas diversas fases da vida; Medicina Geral, Saúde da Mulher, Saúde do Recém-nascido, da Criança e do Adolescente; Saúde do Adulto e do Idoso; Cuidados em situação de Doença Aguda; Acompanhamento clínico das situações de doença crónica e patologia múltipla; Cuidados no domicílio e integração e colaboração em rede com outros serviços, sectores e níveis de diferenciação, numa perspetiva de “gestor de saúde” do cidadão.

COMUNICADO/SO

ler mais

RECENTES

ler mais