Taxa de incidência gripal foi de 30 por 100.000 habitantes, com tendência crescente

A taxa de incidência gripal entre 28 de novembro e 04 de dezembro foi de 30 por 100.000 habitantes, com tendência crescente, segundo o Boletim de Vigilância Epidemiológica, hoje divulgado, pelo Instituto Nacional Ricardo Jorge

A taxa de incidência gripal entre 28 de novembro e 04 de dezembro foi de 30 por 100.000 habitantes, com tendência crescente, segundo o Boletim de Vigilância Epidemiológica, hoje divulgado, pelo Instituto Nacional Ricardo.

Segundo o boletim, na semana compreendida entre 28 de novembro e domingo passado (04 de dezembro) “foram analisados 10 casos de síndrome gripal, dos quais seis positivos para gripe A(H3).

Desde o início do ano, o Laboratório Nacional de Referência para o Vírus da Gripe e Outros Vírus Respiratórios analisou 137 casos de síndrome gripal, dos quais 62 deram positivo para o vírus da gripe A(H3).

O boletim refere também que foram internadas nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) 10 pessoas com gripe.

“Em todos os doentes foi identificado o vírus influenza A, sendo três do subtipo A(H3), três não foram subtipados e quatro não são H1N1 o que significa que também poderão ser, com elevada probabilidade A(H3)”, refere o boletim.

Os doentes internados tinham idades compreendidas entre os 50 e 87 anos e quatro não tinham sido vacinados contra a gripe sazonal, sublinha o INSA.

SO/LUSA

 

ler mais

RECENTES

ler mais