SD/Ovar preocupado com negociações sobre nova megaestrutura de saúde na região

O PSD Ovar está preocupado com o futuro do hospital local devido à exclusão da autarquia do grupo de trabalho que vem analisando se é viável criar-se na região uma megaestrutura de saúde integrando a unidade da Feira

Em comunicado a que a Lusa teve hoje acesso, a comissão concelhia do partido afirma que o Executivo camarário local (também do PSD) tem defendido a “autonomia e o reforço de competências ” do hospital vareiro, mas diz recear que a Câmara esteja a ser excluída das negociações quanto ao futuro da unidade.

“Vemos com muita preocupação (…) que o presidente da Câmara de Ovar não faz parte do grupo de trabalho para análise técnico-financeira da eventual inclusão de Ovar numa mega unidade local de saúde com os nossos vizinhos do Entre Douro e Vouga, tal como prometido inicialmente por parte do Governo socialista”, diz o documento.

Os sociais-democratas reclamam também que “não há qualquer desenvolvimento no incremento de médicos, enfermeiros e administrativos no polo de Maceda da Unidade de Saúde Familiar Laços” – “não obstante todo o esforço que tem sido feito pela Câmara Municipal, que se substitui constantemente à Administração Central do Estado nesta matéria”, realça.

Como exemplo disso, o partido refere que foi a autarquia que agilizou os procedimentos relativos à unidade de saúde de Maceda, “com a aquisição do edifício e subsequente intervenção infraestrutural e de equipamento, num investimento municipal integral na ordem do meio milhão de euros”.

O mesmo aconteceu com a unidade de saúde de Válega: “Representa um investimento na ordem do milhão de euros e a comparticipação nacional será suportada também integralmente pela Câmara”

O PSD reclama, por isso, para Ovar “mais valências e equipamentos, uma melhor Urgência Básica e uma aprofundada articulação com todas as unidade de saúde”, no que reconhece que a sua pretensão é idêntica à das “restantes forças políticas do concelho”.

ler mais

RECENTES

ler mais