30 Dez, 2016

PSD quer quetionar Governo sobre falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde

O vice-presidente do grupo parlamentar do PSD está preocupado com a falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e anunciou que vai questionar o Governo sobre os concursos para a contratação de clínicos.

O vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, Miguel Santos, está  preocupado com a falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e anunciou que vai questionar o Governo sobre os concursos para a contratação de clínicos.

“Pretendemos que o Governo explique de que forma é que estão a ser feitos os concursos e quantos médicos é que são contratados, porque existe um agravamento constante da incapacidade da resposta hospitalar”, disse à agência Lusa Miguel Santos, vice-presidente do grupo parlamentar dos sociais-democratas.

Na opinião de Miguel Santos, “os problemas no SNS têm sido constantes e agravam-se dia após dia, devido à ausência de uma política do Governo para a área da saúde, com desinvestimento que reduzem a capacidade de autonomia e gestão” dos hospitais.

“São situações que não se podem tolerar, porque são inadmissíveis num país civilizado”, destacou.

Segundo o deputado, o PSD vai apresentar “na sexta-feira ou no início da próxima semana, um documento para exigir respostas ao Governo, sobre a forma de como estão a ser efetuados os concursos e a contratação de médicos”.

A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) tem a decorrer até ao dia 02 de janeiro de 2017, um concurso para a contratação de 349 médicos para as áreas hospitalar e de saúde pública.

A ACSS refere na sua página na internet que das 40 especialidades identificadas, as áreas de medicina interna, pediatria médica e anestesiologia são as que apresentam o maior número de vagas disponíveis.

ler mais