13 Jan, 2017

PSD Porto pede Medalha de Honra da cidade para Daniel Serrão

A comissão política concelhia do PSD/Porto aprovou por unanimidade uma proposta para que seja atribuído, a título póstumo, a Medalha de Honra da Cidade, Grau Ouro a Daniel Serrão falecido no domingo.

 

“Propõe o PSD/Cidade do Porto que seja atribuído a título póstumo a Medalha de Honra da Cidade, Grau Ouro [ Daniel Serrão]. Esta proposta deverá ser formalizada em sede de Vereação e Assembleia Municipal”, indica a moção hoje aprovada e a que a Lusa teve acesso.

No documento, os militantes do PSD da cidade do Porto lamentam que a “Câmara Municipal do Porto tenha ignorado, enquanto governo da cidade, o desaparecimento do senhor professor doutor Daniel Serrão”.

“A exemplo de recentes desaparecimentos a que, muito justamente, a autarquia deu o devido relevo, dignidade e reconhecimento por parte da cidade, entende o PSD que a figura de Daniel Serrão seria merecedora de luto municipal, entre outras manifestações”, defende o PSD.

Acrescenta na moção que esta seria uma “forma de demonstrar a todos os portuenses a homenagem e o respeito, pelo médico, investigador e patologista, académico, conselheiro do Papa João Paulo II, ex-membro do grupo de trabalho do Conselho da Europa para a reprodução assistida e membro da comissão de peritos da União Europeia e da Academia Pontifícia para a Vida”.

“Também, o seu prestígio internacional levou vezes sem conta o nome do Porto bem longe e por motivos que a todos nos orgulham, o que, por si só, já seria motivo de digna referência e agradecimento”, sublinham os militantes que lamentam “silêncio municipal que se abateu sobre esta insigne figura, que sendo natural de Vila Real, desde cedo se tornou um dos maiores do Porto”.

Também no plenário de militantes desta noite, que se prolongou por mais de três horas, foi aprovado o perfil do candidato às autárquicas e dois votos de pesar pela morte no passado fim de semana do médico Daniel Serrão e do ex-presidente da República Mário Soares.

O médico português Daniel Serrão morreu na madrugada de domingo, aos 88 anos, vítima de problemas respiratórios decorrentes ainda de um atropelamento que sofreu há mais de dois anos.

Daniel Serrão destacou-se na medicina sobretudo pelos seus trabalhos nos campos da anatomia patológica e bioética, tendo sido especialista em ética da vida.

ler mais

RECENTES

ler mais