Plano individual de cuidados para doentes com várias patologias vai avançar

Os doentes com várias patologias e que mais recorrem aos serviços de saúde vão ter um plano de cuidados individual que deve ser subscrito pelos vários profissionais que seguem o doente

A ideia vai avançar primeiro como um projeto piloto em cerca de 30 unidades de saúde, segundo Constantino Sakellarides, consultor do ministro da Saúde.

O plano individual de saúde deve ser subscrito por todos os cuidadores do doente, envolvendo os vários níveis, desde os cuidados de saúde primários, aos hospitalares e aos continuados, se for o caso.

O objetivo é criar planos individuais para os doentes com diversas patologias e que são simultaneamente os que mais usam os serviços de saúde.

As unidades de saúde que apostem nestes planos individuais e direcionados terão benefícios financeiros a nível da contratualização com o Ministério da Saúde, como explicou à agência Lusa Constantino Sakellarides, à margem de uma conferência em Lisboa sobre literacia em saúde.

Calcula-se que cerca de 10% da população se encaixe no perfil de utente com multi-patologia e que sobreutiliza os serviços de saúde.

Constantino Sakellarides considera que o sistema de saúde não pode continuar fragmentado nos vários níveis de cuidados e que tem de facilitar o percurso dos utentes por esses vários patamares.

O consultor do ministro na Saúde acredita que, no futuro, todos os utentes deverão ter um plano individual de saúde que integre os diferentes tipos de cuidados.

SO/LUSA

 

ler mais

RECENTES

ler mais