Ana Daniela Ferreira >> Patologia do Sono: sintomas, distúrbios e tratamento em debate

No âmbito do 22º Congresso Português de Cardiopneumologia realizado em Évora, Ana Daniela Ferreira abordou o tema da Patologia do sono

Em entrevista ao SáudeOnline, Ana Daniela Ferreira, Técnica de Cardiopneumologia no Hospital da Senhora da Oliveira, de Guimarães, uma das palestrantes convidadas, abordou o impacto da doença, o diagnóstico e a terapêutica recomendada.

SaúdeOnline: Como se manifesta a Patologia do sono?

Ana Daniela Ferreira: Os principais sinais e sintomas que estes doentes apresentam são a roncopatia e a fragmentação do sono: o sono que não é reparador e que depois vai originar a sonolência diurna excessiva; a sensação de asfixia, que ocorre durante o sono; a diminuição da memória e da concentração; as cefaleias matinais; a disfunção sexual e a nictúria, entre outros.

SO: É causa frequente de consulta?

ADF: Normalmente, os doentes que chegam às consultas desconhecem que sofrem da doença. É o companheiro ou companheira que alerta para a sintomatologia, referindo apneias do sono ou roncopatia. É claro que a avaliação clínica é extremamente importante, e só depois de um estudo polissonográfico é possível estabelecer um diagnóstico.

SO: Quais os principais distúrbios do sono?

A insónia é o mais comum: quase metade da população já vivenciou os sintomas. Logo depois, em termos de prevalência, temos a apneia.

SO :Em termos de incidência, existem grupos mais suscetíveis?

Sim, é mais frequente nos homens obesos e também em indivíduos com um histórico familiar de síndrome de apneia obstrutiva do sono (SAOS).

SO: Quais as intervenções, farmacológicas e não farmacológicas disponíveis para abordagem do problema?

ADF: O tratamento depende do índice da apneia e hipopneia por hora de sono, que é aferida pelo estudo polissonográfico.

Já a avaliação médica individual incide, principalmente, sobre o estilo de vida.

Em doentes que apresentam uma apneia ligeira é aconselhado a intervenção cirúrgica. Já nos doentes com apneia do sono moderada a grave, o recurso a Ventilação por Pressão Positiva Contínua (CPAP) é o tratamento padrão. Consiste na aplicação de pressão positiva na via aérea, através de um meio interface. O estudo polissonográfico é também essencial em caso de insónia. Já no que toca à instituição de terapêutica ela é decidida após referenciação para neurologia.

SO/CS

ler mais

RECENTES

ler mais