3 Jan, 2017

Ordem dos Médicos diz que “Vagas colocadas a concurso não resolvem grave escassez de especialistas na região Centro”

O CRCOM aponta como exemplo as vagas para Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia, que, diz, "não ajudam a colmatar as necessidades já identificadas nas maternidades e no Hospital Pediátrico de Coimbra

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) considera insuficiente o número de vagas colocadas a concurso para reforçar o Serviço Nacional de Saúde, nomedamente nas especialidades de Pediatria, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Interna, Cirurgia Geral e Anestesiologia, informa aquela entidade em comunicado.

Na nota enviada às redações, a SRCOM aponta, a título de exemplo, as vagas para Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia, que, diz,  “não ajudam a colmatar as necessidades já identificadas nas maternidades e no Hospital Pediátrico do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra”.

“Este concurso fragiliza ainda mais as maternidades de Coimbra. A Ordem dos Médicos veio denunciar publicamente estas carências porque a situação já é de sufoco. Há uma gritante carência de recursos humanos, que coloca em risco a existência de uma escala de urgência. As mulheres e as crianças da região Centro estão a ser prejudicadas face a esta insensibilidade da tutela”, denuncia Carlos Cortes, citado no comunicado.

Para o presidente da SRCOM, “o Ministério da Saúde anunciou recentemente a construção de um edifício para juntar as duas maternidades existentes em Coimbra. Aguardamos a prossecução do projeto, no entanto, os cuidados de saúde não se cingem apenas às estruturas físicas. É urgente colmatar as carências de recursos humanos para dar continuidade à resposta assistencial, enquanto se aguarda a construção da maternidade”.

Conclui Carlos Cortes: “É incompreensível esta decisão do Ministério da Saúde. A dotação de vagas para as maternidades e Hospital Pediátrico de Coimbra confirma a indiferença da tutela face às necessidades em cuidados de saúde da mulher e da criança na região Centro”.

SO/SRCOM

 

ler mais

RECENTES

ler mais