OMS quer reduzir para metade as complicações por erros com medicamentos

A Organização Mundial da Saúde quer reduzir o número de complicações por erros de medicação para metade nos próximos cinco anos, lembrando que os custos com estes erros podem representar 1% do total da despesa global de saúde

Em comunicado lançado na quarta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) refere que os erros com medicamentos causam pelo menos uma morte por dia e afetam 1,3 milhões de pessoas por ano só nos Estados Unidos.

Globalmente, os custos com erros de medicação estimam-se em 42 mil milhões de dólares anuais (cerca de 39 mil milhões de euros).

A OMS lembra que erros de medicação podem ser causados por cansaço extremo dos trabalhadores de saúde, falta de formação e informação errada dada aos doentes, entre outros motivos. Qualquer destas causas, ou a sua combinação, pode resultar em dano grave, invalidez ou mesmo morte.

LUSA/SO/SF

 

Msd - banner_final

ler mais

RECENTES

ler mais