22 Mar, 2017

Novo método de quimioterapia dará mais autonomia aos doentes

Um novo método de quimioterapia não tóxica para tratamento do cancro poderá evitar que os pacientes passem diariamente horas em salas de tratamento, descobriram cientistas da universidade espanhola de Salamanca

O método consiste num aerossol que se usa como um inalador normal, através do qual entram no corpo nanocápsulas inteligentes capazes de levar o medicamento diretamente às células dos tumores.

Pensado especialmente para casos de cancro do pulmão, este método consegue reduzir os efeitos tóxicos do tratamento, sem reações adversas com o tecido do pulmão.

A equipa de investigadores do departamento de Engenharia Química Eva Martín del Valle afirmou hoje, em comunicado, que se trata de “abolir a dependência do paciente que está durante duas horas a fazer quimioterapia dentro de uma sala”.

O projeto permitiu também reduzir a quantidade de fármaco que o paciente recebe, usada de forma mais certeira. “Praticamente 80% do fármaco administrado não é utilizado, tem que ser metabolizado ou expulso do organismo”, afirmam.

A equipa, que tem um financiamento de 120 mil euros para os próximos três anos garantido por uma fundação espanhola, conta que em dois anos, ou menos, possa começar a fazer testes em ratos de laboratório.

LUSA/SO

 

Msd - banner_final

ler mais

RECENTES

ler mais