25 Nov, 2016

Novartis apoia a implementação de projetos de Boas Práticas de Governação no setor da saúde

Este ano, o Workshop teve como tema “Caminhos para a implementação” e pretendeu analisar os resultados obtidos pelos projetos inovadores, já ativos no terreno, e discutir estratégias de replicação dos mesmos, em outras regiões do país

Novartis organizou, pelo sexto ano consecutivo, o Workshop “Boas Práticas de Governação”, um programa que possibilita aos agrupamentos de centros de saúde (ACES) e hospitais de todo o país desenvolver a formação dos seus profissionais ao nível das competências de gestão e implementar projetos relevantes para a comunidade de utentes beneficiando de apoio técnico especializado da NOVA School of Business & Economics.

Este ano, o Workshop teve como tema “Caminhos para a implementação” e pretendeu analisar os resultados obtidos pelos projetos inovadores, já ativos no terreno, e discutir estratégias de replicação dos mesmos, em outras regiões do país.

Para Cristina Campos, Diretora-Geral da Novartis Portugal “Esta iniciativa é o espelho do nosso compromisso, empenho e dedicação na procura de caminhos que sejam inovadores e que possam potenciar a excelência dos nossos profissionais de saúde e dos cuidados médicos, em Portugal, com benefícios reais e impacto direto na melhoria da qualidade de vida dos doentes”.

As soluções de articulação entre cuidados de saúde primários e hospitalares passam muitas vezes pela replicação de boas práticas desenvolvidas localmente. A Novartis desenvolveu o programa “Boas Práticas de Governação”, em parceria com a Universidade Nova de Lisboa, para proporcionar aos participantes uma oportunidade de acesso a um plano curricular desenvolvido pela universidade e que lhes garante as bases teóricas e o acompanhamento necessário ao desenvolvimento de projetos.

O VI Workshop de Boas Práticas de Governação pretende ser um fórum de discussão anual para apresentação dos trabalhos desenvolvidos. Os projetos em destaque, selecionados em cada uma das ARS e em áreas prioritárias de intervenção são, este ano, os seguintes:

Prioridade à vida no cancro colo-rectal
ARS Alentejo; ACES Alentejo Central, Hospital do Espírito Santo de Évora
GIDO: Gestão integrada do doente oncológico
ARS Norte, ACES Espinho/Gaia, IPO Porto
EM Cova da Beira
ARS Centro, ACES Cova da Beira, Centro Hospitalar Cova da Beira, Universidade da Beira Interior

Saber viver…com a Diabetes
ARS Norte, Unidade Local de Saúde do Alto Minho
Figueira Respira – circuito do utente com fatores de risco para DPOC
ARS Centro, Câmara Municipal da Figueira da Foz, ACES Baixo Mondego, Hospital da Figueira da Foz

Elos da insuficiência cardíaca
ARS LVT, ACES Lisboa Ocidental e Oeiras, Centro Hospitalar Lisboa Ocidental

 

ler mais

RECENTES

ler mais