SaudeOnline.pt / SaúdeNotícias especiais
  • hemofilia

“Os doentes mais velhos até dizem que as pessoas hoje não sabem, de todo, o que é a hemofilia”

A psicóloga Isabel Lourinho fez um estudo onde ficou clara a diferença entre o que era viver com hemofilia há 40 anos e a atualidade. As novas terapêuticas que permitem, através da profilaxia, controlar a doença mudaram por completo a vida de quem vive com este distúrbio de coagulação e das suas famílias.

  • hemofilia

“Atualmente é possível vivermos bem”

A história de José Caetano Martins pode servir como exemplo da evolução extraordinária que o tratamento das pessoas com hemofilia sofreu nas últimas quatro décadas. O vice-presidente da Associação Portuguesa de Hemofilia (APH), hoje com 46 anos, ainda nasceu numa altura em que receber a notícia do diagnóstico desestruturava uma família inteira.

  • genética

“A genética tem responsabilidade em 30% dos casos pela falha na terapêutica”

"O que nós estamos a propor é um teste que atua de uma forma muito mais lata, em termos de saúde pública. É realizado para um painel bastante alargado de genes, para cinco áreas terapêuticas: Cardiologia, Oncologia, Psiquiatria, Gestão da Dor e Diabetes", afirma a CEO da HeartGenetics Ana Teresa Freitas.

Go to Top