SaudeOnline.pt / HIPERTENSÃO E RCV- entrevistas

Défice de ferro está presente em 50% a 80% dos doentes internados com IC

Independentemente da presença de anemia, o défice de ferro (DF) contribui para a disfunção cardíaca e muscular e associa-se a agravamento dos sintomas de IC, diz a cardiologista e coordenadora da Unidade de Internamento Geral do Serviço de Cardiologia do Hospital de Santa Maria.

  • hipertensão pulmonar

Rui Baptista. “Insuficiência cardíaca está subdiagnosticada e subtratada”

De acordo com o diretor do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, "a identificação da insuficiência em ferro e a sua correção com ferro endovenoso é, claramente, uma estratégia interessante para estes doentes”.

“Ao contrário do que muitos pensam, as doenças cardíacas matam mais mulheres que homens”

Em entrevista, a Diretora do Serviço de Cardiologia da Unidade Local de Saúde de Matosinhos salienta o crescente peso que as doenças cardiovasculares têm nas mulheres, à boleia do aumento dos fatores de risco nesta população.

  • foto luísa fonte - fa

Fibrilhação auricular. Pandemia prejudicou diagnósticos e terá feito aumentar número de casos

No âmbito da Semana Mundial do Ritmo Cardíaco, a Dr.ª Luísa Fontes, interna de MGF na USF Ponte, em Guimarães, comenta o impacto da pandemia no diagnóstico da fibrilhação auricular e reforça a importância de dar a conhecer esta patologia aos doentes.

“Os Hospitais de Vila Franca de Xira, Loures e Fernando Fonseca beneficiariam se tivessem mais camas”

O presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) admite que alguns hospitais estão subdimensionados, mas alerta que “não faz sentido abrir mais camas sem recursos humanos”. Em entrevista exclusiva ao SaúdeOnline, Luís Pisco garante que os hospitais da região “nunca estiveram em risco de rutura” e sublinha que o problema da população sem médico de família não ficará resolvido a curto prazo.

  • HTA

HTA em doentes diabéticos: “Maior desafio é o controlo da pressão arterial”

O primeiro foco deve ser controlar e tratar corretamente a HTA, “mais do que otimizar o tratamento da perturbação do metabolismo da glicose”, explica, em entrevista, o cardiologista do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga.

Go to Top