SaudeOnline.pt / Especial Dia mundial da asma 2022
  • asma

Asma. “Ainda verificamos, aos dias de hoje, algum subdiagnóstico”

Em entrevista ao SaúdeOnline, o presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) destaca o subdiagnóstico, o subtratamento e o subcontrolo dos doentes com asma como um dos principais desafios da prática clínica da Imunoalergologia.

Asma não controlada. “Terapêutica tripla de dose fixa melhora a função pulmonar e reduz as exacerbações”

Esta solução, indicada pelo GINA “no degrau 5 em doentes com asma não controlada”, melhora a adesão à terapêutica, sublinha, em entrevista, a imunoalergologista do Centro Hospitalar Baixo Vouga. A também vice-presidente da SPAIC alerta ainda que asma não controlada “duplica ou triplica o risco de uma exacerbação”.

  • asma grave

Asma grave. “A fenotipagem ajuda-nos a decidir qual o fármaco mais adequado para tratar os doentes”

Em entrevista, o diretor do Serviço de Pneumologia do Hospital de Barcelos destaca a importância da avaliação de três biomarcodores (entre eles o FeNO) de modo “a dirigir o tratamento”.

  • asma

Asma. “É fundamental o médico conhecer pormenorizadamente as caraterísticas dos diferentes ICS”

Em entrevista, o pneumologista e responsável da consulta de Asma do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho sublinha que existem diferenças de efetividade entre os corticoides inalados. Por outro lado, é “obrigatório incluir o doente nas decisões terapêuticas”, diz.

Go to Top