Entrevista: Rede de rastreio ao cancro do intestino podia salvar milhares de vidas

Entrevista: Rede de rastreio ao cancro do intestino podia salvar milhares de vidas

Rede de rastreio não existe em muitas zonas do país e, noutras, é muito frágil. Hospitais não têm capacidade para realizar colonoscopias. O alerta é dado pelo presidente da Europacolon Portugal, Vítor Neves, em entrevista ao SaúdeOnline. Até ao final de abril, as farmácias Holon oferecem um kit de rastreio grátis. Se tem mais de 50 anos, faça o teste.