20 Dez, 2016

Mais de 100 crianças de Vila Franca de Xira em prevenção contra meningite

Mais de uma centena de crianças de uma escola básica de Vila Franca de Xira estão a ser medicadas contra a meningite por terem tido contacto direto com uma criança infetada, informou hoje a delegação de saúde local.

Além das crianças, pertencentes à escola básica de Povos, no distrito de Lisboa, cerca de meia centena de funcionários daquele estabelecimento escolar foram aconselhados a tomar precauções contra a doença.

Em causa está, como explicou à agência Lusa a delegada de Saúde de Vila Franca de Xira, Marília Alves, o facto de estas crianças e adultos terem estado na passada quinta-feira numa festa de Natal da escola na qual esteve presente uma criança que apresentou os sintomas de septicemia, uma “forma grave da doença meningocócica”.

A criança, de seis anos, está internada desde sábado no Hospital da Estefânia, em Lisboa, em estado grave.

“Aconselhámos todos aqueles que tiveram contacto direto com esta criança na festa de Natal a fazerem profilaxia para prevenirem uma possível infeção desta bactéria. Durante o dia de hoje estivemos na escola e explicámos tudo aos pais, aos professores e funcionários. Neste momento podemos dizer que a situação está completamente controlada”, assegurou Marília Alves.

A mesma garantia foi dada à Lusa pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Fernando Paulo Ferreira (PS), que afirmou que a autarquia está a acompanhar de perto o caso e que, pelo facto de ser o período de férias de Natal, não haverá necessidade de tomar qualquer medida além da medicação preventiva.

A septicemia meningocócica é transmitida pela pessoa doente através de gotículas expelidas da tosse ou espirros e envolve como sintomas febre alta, dor de cabeça e rigidez do pescoço.

O contato direto é o único meio de transmissão, dada a fragilidade da bactéria fora do organismo humano, sendo esta feita, fundamentalmente, através da tosse, espirros, beijos e pela proximidade física.

ler mais

RECENTES

ler mais