17 Jul, 2017

Kefir: A bebida ideal para o pós-exercício

Estudo mostra que kefir poderá permitir a pacientes oncológicos adicionar um produto lacticínio à sua dieta de exercício terapêutico

Investigadores americanos descobriram no kefir, um produto derivado de leite fermentado, uma bebida nutritiva para ser inserida no regime alimentar de sobreviventes de cancro em regime de terapia física, evitando as dores de estômago causadas pelo tratamento oncológico.

O kefir, também conhecido como flor de iogurte, é um alimento probiótico, produzido a partir da fermentação do leite e consumido simples, em forma de leite de kefir, ou misturado com outros ingredientes numa miríade de receitas, servindo como substituto para o leite; em comparação com o leite regular, o produto de kefir é uma maior facilidade de uso de lactose, controlo de infeções intestinais, melhor qualidade nutricional, sendo um produto rico em proteína e hidrocarbonatos, para além da sua atividade anticancerígena, fazendo-o um produto ideal para pacientes oncológicos.

Para os pacientes durante e após tratamento oncológico, exercício físico regular é vital para promover aptidão cardiovascular, força muscular e atenuar a fatiga, efeitos secundários de que muitos pacientes sofrem.

Para permitir usufruir da terapia de exercício físico, é importante que os pacientes mantenham uma dieta nutritiva que inclua produtos lacticínios, mas para muitos o consumo de leite causa perturbações digestivas, devido ao tratamento, e assim ficam sem incorporar uma boa fonte dos nutrientes consumidos a partir dos derivados de leite, perturbando a sua recuperação.

Com a intenção de encontrar um produto lacticínio que não apresentasse esses problemas, investigadores americanos recorreram ao kefir, conhecido pelas suas propriedades probióticas, desenvolvendo uma bebida de kefir que respeitem os parâmetros colocados pelo American College of Sports Medicine para nutrição recomendada para pós-exercício de resistência. O produto é feito a partir da inoculação e fermentação do leite com grãos de kefir e misturado com uma base de fruta.

A bebida foi dada a avaliar num estudo de 52 pacientes de cancro após uma sessão de exercício, tendo estudado a bebida em parâmetros como a aparência, aroma, sabor, textura e apreciação geral, e os efeitos físicos e psicológicos que sentiam após experimentar a bebida.

Os resultados foram positivos; após lhes ser exposto os benefícios para a sua saúde, os pacientes demonstraram interesse em comprar a bebida e, ao voltarem a experimentar a bebida, os valores de apreciação geral foram mais elevados. Os investigadores estão confiantes no sucesso que a bebida terá ao ser comercializada.

Miguel Mauritti

 

ler mais

RECENTES

ler mais