5 Jul, 2017

“Investimento da Fresenius Kabi tem relevância estratégica para a saúde e a economia nacionais”

A Fresenius Kabi inaugurou hoje duas novas linhas de produção de penicilinas no seu complexo industrial de Santiago de Besteiros, em Tondela

A cerimónia contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado e do Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que foram acompanhados, durante a visita, pelo Vice-Presidente da Divisão Farmacêutica da Fresenius Kabi, Mike Newson e pela Diretora Geral para Portugal e Espanha, Montse Planas.

Após conhecer a nova Unidade 5 de produção, Manuel Delgado, destacou a “relevância estratégica” da presença da Fresenius Kabi em Portugal para a economia nacional, uma empresa que, sublinhou, “exporta 9% do total das exportações nacionais em saúde”. Frisou ainda que “o contributo da companhia alemã a nível local reflete-se nos 700 postos de trabalho criados.”

Já o Secretário de Estado da Indústria salientou a importância do investimento da farmacêutica alemã na região. “O investimento da Frenesius Kabi é fundamental para o desenvolvimento industrial do interior do país. Estamos a falar do maior exportador do setor da saúde, setor esse que exporta mais que o vinho”, afirmou João Vasconcelos.

Montse Planas, Diretora Geral da Fresenuius Kabi para Portugal e Espanha, no discurso de agradecimento, salientou que a unidade 5 é parte integrante de um conjunto de investimentos adicionais que a companhia levou a cabo em Portugal. “Nestes últimos 10 anos conseguimos colocar o volume de exportações num patamar sem precedentes. Antes da aquisição, a Labesfal exportava menos de 4 milhões de euros, fundamentalmente para os países africanos de expressão Portuguesa. Em 2016, exportámos vinte vezes mais para todos os continentes, num total de 70 países. Somos atualmente o maior exportador de medicamentos fabricados em Portugal.”

Esta extensão do Complexo Industrial de Santiago de Besteiros, equipada com duas linhas de produção em mais de 6000m2, representa um investimento de cerca de 17 milhões de euros e levou à criação de mais 80 novos postos de trabalho diretos.

O Complexo Industrial Farmacêutico da Fresenius Kabi conta agora com cinco unidades de produção e um centro de logística, duas das quais para produção de penicilinas, uma para produção de cefalosporinas, uma para produção injetáveis diversos e o restante para comprimidos, cápsulas, pomadas e cremes.

 

Comunicado de Imprensa

 

ler mais

RECENTES

ler mais