26 Jun, 2017

Festa da Saúde 2017 chega aos jardins de Belém

Nos dias 8 e 9 de julho a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) vai organizar nos Jardins de Belém, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, a Festa da Saúde 2017, um evento público de dois dias dirigido à população em geral e de entrada livre

O evento tem como objetivo principal promover a saúde e a informação fidedigna sobre a saúde e o bem-estar, estimular estilos de vida saudáveis e dissipar dúvidas que os portugueses possam ter.

A Festa da Saúde vai ter espaços de divulgação dinamizados pela Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), pelos seus núcleos e parceiros, entre eles a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), onde pontuará a distribuição de folhetos, exibição de filmes, encontros com especialistas, rastreios, contactos com associações de doentes, apresentação de novas tecnologias de apoio aos doentes, sessões de informação e formação sobre os temas dos espaços, etc. Haverá também um palco, para o qual se planeiam conferências, debates, demonstrações de “show-cooking”, exibição de filmes, concertos e outras apresentações.

Este evento nasce porque, para a SPMI, os índices de saúde da nossa população precisam de melhorar. A carga das doenças crónicas cresce à medida que aumenta a esperança de vida dos portugueses, atingindo mais de metade da população em geral e os idosos em particular.

Os portugueses apenas têm cerca de seis anos de vida saudável depois dos 65 anos, um terço dos anos que têm os idosos na Suécia, sendo o terceiro país europeu com menor número de anos de vida saudável após os 65 anos.

A  evidência  mostra  que  muitas  destas  doenças  são  preveníveis: 80%  dos  casos  de  doença  coronária,  de  acidentes vasculares cerebrais, de diabetes do adulto e 40% dos casos de cancro poderiam ser evitados pela correção dos hábitos alimentares, pelo exercício físico e pelo abandono do tabaco, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde.

Assim, a “Festa da Saúde” vem incentivar a população a adotar hábitos de vida saudável com melhor alimentação, mais exercício e melhor controlo da saúde. É grande a oferta de atividades ao ar livre. Para quem gosta da água, o remo ou a vela são uma opção. Para os que preferem ficar em terra há sempre a possibilidade de participar numa aula de zumba ou ioga, de mostrar os seus dotes em diferentes jogos tradicionais, num claro incentivo à atividade física, parte integrante de uma vida que se quer saudável.

Mas há mais. Os Espaços de Rastreio e Informação ao Público vão dar possibilidade a quem passar por Belém de conhecer um pouco mais sobre a saúde, com rastreios visuais, à diabetes, ao colesterol, entre muitos outros.

No sábado, faz  parte ainda do programa um show cooking de comida saudável, cortesia do chef Fábio Bernardino, e durante os dois dias do fim-de-semana vai também dar-se voz aos especialistas, que vão falar sobre a forma como a cidade pode promover a saúde, sobre a importância dos estilos de vida saudáveis, como mudar os comportamentos de risco ou gerir melhor a saúde. No domingo para terminar da melhor forma teremos o Concerto pela Saúde, com a participação do Trio Edu Miranda.

Este é um evento para o público em geral, para as pessoas, para que todos possam saber mais sobre como se pode viver melhor e com saúde”, refere Luís Campos, presidente da SPMI. “Porque só uma população informada pode fazer as melhores escolhas”, acrescenta. De acordo com o especialista, “é contra a doença e por uma saúde de qualidade, que recai a aposta da medicina interna. E, aqui, cabe a todos um papel importante, sobretudo na promoção da saúde e na prevenção da doença”.

[button link=”http://festadasaude.pt/programa/” color=”silver” newwindow=”yes”] Programa[/button]

SPMI/SO/CS

 

ler mais

RECENTES

ler mais