Farmácias preparam serviço para prescrever exercício físico personalizado

Pedro Teixeira, diretor do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física, revelou que as farmácias estão a preparar um novo serviço com fisiologistas do exercício para fazerem prescrição de exercício físico individualizada

Segundo Pedro Teixeira, a Associação Nacional de Farmácias (ANF) está a criar um serviço com fisiologistas do exercício – pessoas licenciadas em Ciências do Desporto e com formação especializada em exercício e saúde – para receber pessoas com indicação para fazer exercício, fornecendo prescrição de exercício personalizada.

A ideia é a de possibilitar uma prescrição e acompanhamento individualizados e não um aconselhamento breve para a atividade física, algo que pode e deve ser feito pelo médico de família e outros profissionais de saúde.

Pedro Teixeira lembra que há casos de utentes com diabetes, problemas cardíacos ou a recuperar de um cancro e que “precisam de um profissional diferenciado, que saiba adequar o exercício à sua condição” de saúde. Este é o tipo de serviço e acompanhamento que não está ao alcance de todos os profissionais de exercício ou profissionais de saúde, indica o especialista da Direção-geral da Saúde (DGS) e da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa. O diretor do programa considera que nos centros de saúde, atualmente, não há condições para realizar este acompanhamento especializado e que os médicos de medicina geral e familiar não têm formação específica para esse efeito.

O programa da ANF irá ser preparado com a Associação de Fisiologistas de Exercício de Portugal (AFEP), que procurará garantir que os profissionais que estarão nas farmácias são os mais indicados. Para o futuro, Pedro Teixeira acredita que o caminho deve passar por ter nos agrupamentos de centros de saúde consultas especializadas de prescrição de exercício físico, tal como existem para a cessação tabágica ou para a diabetes.

A forma como o sistema de saúde português se vai adaptar nos próximos anos de modo a ser mais eficaz a ajudar os cidadãos a serem fisicamente ativos é um dos assuntos a ser debatido na próxima semana, dias 15 e 16 de setembro, no Simpósio Internacional ‘Exercise is Medicine’, que decorre em Lisboa e é organizado pela Faculdade de Motricidade Humana e pela DGS. É um encontro onde estarão cerca de 10 especialistas estrangeiros e mais de 15 peritos portugueses que vão debater igualmente as mais recentes novidades e dados científicos sobre exercício físico e saúde.

LUSA/SO/SF

 

ler mais

RECENTES

ler mais