Estado comparticipa a 100% utentes ostomizados e incontinentes

Serviço Nacional de Saúde disponibiliza comparticipação a 100% de dispositivos médicos para apoio a utentes ostomizados e incontinentes, sendo a dispensa feita nas farmácias comunitárias

Os dispositivos médicos para apoio a doentes ostomizados ou com incontinência ou retenção urinária aos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), como referido nos diplomas legais aplicáveis, estão disponíveis, sem custos para o utente, através do regime de comparticipação a 100%.

No entanto, será necessário sempre ter uma receita médica indicando os códigos dos produtos e respetivas quantidades a ser adquiridos, exclusivamente em farmácias.

A partir de 10 de abril, a prescrição destes produtos passa a ser efetuada exclusivamente por prescrição médica por via eletrónica (sem prejuízo das exceções legalmente previstas), de forma estruturada.

Por essa ordem, todos os dispositivos médicos em que os fabricantes tenham requerido a inclusão nos referidos regimes, e a mesma tenha sido deferida, passam a constar de listagem publicada no site do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

O XXI Governo Constitucional, no seu programa para a saúde, estabelece como prioridade, defender o Serviço Nacional de Saúde e promover a saúde dos Portugueses. Para o efeito, o Governo garante o acesso aos doentes com incontinência ou retenção urinária, bem como os dispositivos necessários aos pacientes ostomizados a material, produtos e acessórios, melhorando assim a sua qualidade de vida e integração social.

SNS/SO/CS

ler mais

RECENTES

ler mais