26 Out, 2016

Enfermeiros da ULS Matosinhos lançam projeto de gestão de doentes complexos

Trata-se de uma nova forma de resposta para os “doentes crónicos complexos”, suportada por uma equipa que inclui um enfermeiro “gestor de caso”, uma espécie de procurador do paciente

Unidade de Saúde Local (ULS) de Matosinhos acaba de arrancar com um projeto “pioneiro” destinado a apoiar os pacientes mais complicados e evitar que tenham que recorrer com frequência ao serviço de urgência e ficar internados, noticia o jornal “Público”.

Trata-se de uma nova forma de resposta para os “doentes crónicos complexos”, suportada por uma equipa que inclui um enfermeiro “gestor de caso”, uma espécie de procurador do paciente.

Doentes que cumpram três de cinco critérios definidos – mais de 75 anos, mais de cinco idas à urgências ou três internamentos no ano anterior, três co-morbilidades ou a fazer tratamento com mais de seis medicamentos – vão ser sinalizados pela equipa e acompanhados por um enfermeiro que segue o paciente e os seus cuidadores no domicílio.

Uma espécie de “procurador de saúde”, explica Céu Rocha. Se o enfermeiro perceber que algo está a correr mal com o doente, entra em contacto com o médico internista ou o médico de família e terá sua disposição uma “consulta aberta” diária, com possibilidade de acesso rápido a exames. Tudo para evitar a descompensação e a agudização de patologias

SO/Público

ler mais

RECENTES

ler mais