17 Jul, 2017

Diretor-geral da subsidiária portuguesa acumula funções para os mercados da Irlanda e Reino Unido

Nelson Pires, diretor-geral da Jaba Recordati, subsidiária portuguesa da multinacional farmacêutica de origem italiana Recordati, acumula, desde o início do ano, o cargo de diretor-geral para os mercados do Reino Unido e Irlanda

Licenciado em Direito, com eMBA em Gestão de Negócio do sector Farmacêutico (UAL Lisboa), Pós-Graduação em Marketing (IPAM) e Especialização em Gestão na Indústria Farmacêutica da Universidade Católica, Nelson Pires iniciou a sua atividade no setor farmacêutico com apenas 19 anos de idade, como delegado de informação médica num percurso ascendente em que aos 36 anos assumia a Direção Geral da Jaba Recordati.

Ao longo da sua carreira e formação académica, Nelson Ferreira Pires foi ainda coordenador e professor convidado de várias pós-graduações desde 2010 do IPAM e Universidade Europeia, tendo ainda recebido vários prémios e distinções a nível profissional enquanto Personalidade do Ano, Melhor Gestor de Equipas e Melhor Diretor-geral.

Reagindo à nomeação, Nelson Pires, afirmou ser “uma honra juntar-me a uma equipa de excelentes profissionais e com um enorme potencial, que tem demonstrado que mesmo nos mercados mais desafiantes é possível obter excelentes resultados e continuar a crescer.”

Em Portugal, a Recordati foi responsável, em 2015, por um volume de negócios de 39 milhões de euros, correspondente a 3,7% da faturação global do grupo Recordati.

A subsidiária portuguesa emprega 132 pessoas e ocupa o 15º lugar no ranking farmacêutico da consultora IMS Health, que conta com mais de 200 empresas a operar em Portugal (representa 1,8% do mercado nacional).

A Jaba Recordati atua em quatro áreas de negócio, produtos inovadores sujeitos a prescrição médica, genéricos, produtos de venda livre e “medicamentos órfãos”. As principais áreas terapêuticas são a cardiovascular, urologia, a dor, gastroenterologia, pediatria, OTC e genéricos. Implementa uma estratégia de diversificação de mercados e negócios para além daqueles onde está a operar nos PALOP, como Angola, Moçambique e Cabo Verde e onde está presente mais recentemente, como a Nigéria e Guiné-Bissau e tem em avaliação um novo destino em 2017.

MMM

 

ler mais

RECENTES

ler mais