Dia Mundial da Doença Inflamatória do Intestino – “Tornar o invisível visível”

O Dia Mundial da Doença Inflamatória do Intestino comemora-se hoje. Profissionais de saúde juntam-se para debater os diversos temas associados à doença e os tratamentos

O lema deste ano é “unir forças para tornar o invisível visível” e a Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino promove neste dia várias campanhas de sensibilização e consciencialização da população sobre estas doenças que já atingem cerca de 15 mil portugueses.

No dia 20 de maio, especialistas analisam a relação médico-doente na Doença Inflamatória do Intestino (DII), na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP).

A Doença Inflamatória Intestinal é uma condição na qual o intestino fica vermelho, inchado e com presença de úlceras. Esta patologia pode ser dividida em dois grupos principais: a Colite Ulcerosa e a Doença de Crohn.

De acordo com alguns estudos, tem-se verificado um aumento acentuado da incidência da doença nos países do hemisfério sul, embora continue a ser frequente nos países do hemisfério norte e nos estratos socioecónomicos mais elevados.

A idade de início da doença inflamatória intestinal apresenta dois picos de maior incidência, um entre os 15 e os 30 anos, e um segundo pico entre os 60 e os 80 anos, sendo este mais frequente na Doença de Crohn.

O tabaco tem sido uma das principais causas para o desenvolvimento de Colite Ulcerosa.

As pessoas que sofrem desta doença de foro intestinal têm de lidar com surtos de dor abdominal e diarreia, que obriga a usar de forma inesperada e frequente a casa de banho.

SO/CS

ler mais

RECENTES

ler mais