26 Jan, 2018

DGS recomenda vacinação contra a febre amarela a todos os que viagem para o Brasil

Entre 1 de julho de 2017 e 14 de janeiro de 2018, foram notificados no pelo Brasil 35 casos confirmados, incluindo 20 óbitos, encontrando-se outros 145 casos suspeitos em investigação

Em comunicado publicado na sua página na Internet, a Direção Geral da Saúde (DGS) recomenda que face ao o aumento do número de casos de Febre Amarela no Brasil, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, onde também se tem  vindo a observar um aumento no número de casos identificados em primatas não humanos, todas as pessoas que viagem para o Brasil se devem vacinar contra a Febre Amarela, pelo menos 10 dias antes da partida, se aplicável. Na mesma nota, a DGS recorda que uma única dose da vacina é suficiente para conferir imunidade sustentada e proteção para toda a vida);.

O alerta da DGS surge depois de no início do mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter informado sobre o aumento do número de casos de Febre Amarela no Brasil. Segundo a DGS, entre 1 de julho de 2017 e 14 de janeiro de 2018, foram notificados 35 casos confirmados, incluindo 20 óbitos, encontrando-se outros 145 casos suspeitos em investigação.

Para a prevenção da Febre Amarela recomenda-se a vacinação e a adoção de medidas de proteção individual contra a picada de mosquitos, responsáveis pela transmissão da doença.

Já para quem pretenda viajar por estes dias para o Brasil, a DGS traça um plano com os passos que se devem dar:

A marcação de Consulta do Viajante ou com o Médico Assistente, pelo menos 4 semanas antes da partida;
A vacinação contra a Febre Amarela, pelo menos 10 dias antes da partida, se aplicável (uma única dose da vacina é suficiente para conferir imunidade sustentada e proteção para toda a vida);
A adoção das seguintes medidas de proteção individual contra a picada de mosquitos: i. Aplicação de repelentes, de acordo com as instruções do fabricante. Se tiver de utilizar protetor solar e repelente, deverá aplicar primeiro o protetor solar e depois aplicar o repelente;
Proteção das crianças (carrinhos de bebé, berços e alcofas com redes mosquiteiras;

No comunicado, assinado pela Diretora Geral de Saúde, Graça Freiras, informa-se ainda que estão em curso campanhas de vacinação em massa nos Estados afetados.

 

Fonte: comunicado de imprensa

 

ler mais

RECENTES

ler mais