28 Jul, 2017

Como escolher umas lentes de sol

A directora da área de Saúde Visual da Essilor, Margarida Barata, explica-lhe tudo

A luz solar é um risco para a saúde dos olhos?

A luz visível é composta por radiações eletromagnéticas que atingem diretamente os órgãos da visão, com comprimentos de onda entre os 380 e os 780 nm, que alcançam a área da retina responsável pela visão dos detalhes.

As radiações ultravioletas, invisíveis para o olho humano, com comprimentos de onda abaixo dos 380 nm actuam de forma silenciosa e têm efeitos nocivos, acumulados e irreversíveis para a visão:

  • UVA (315 – 380 nm) – atuam no envelhecimento;
  • UVB (280 – 315 nm) – são responsáveis pelas queimaduras da córnea;
  • UVC (200 – 280 nm) – letais para os seres humanos, são totalmente filtrados pela camada de ozono.

Num país com um período de exposição solar alargado, como Portugal, é por isso necessário proteger os olhos das agressões dos raios ultravioleta, em qualquer idade.

Os óculos escuros são a solução?

Para preservar olhos saudáveis e uma visão competente não basta usar óculos com lentes escuras. As lentes devem ter qualidade certificada, e têm de garantir o eficaz bloqueio dos raios nocivos UV que provocam diversos tipos de lesão nos olhos.

Quando se usa óculos os UV atingem a face externa (convexa) das lentes. Mas, em função da nossa orientação em relação ao Sol, os UV podem também incidir por trás, reflectir-se na face interna (côncava) das lentes e penetrar nos olhos.

Portanto, o essencial é saber optar por lentes que protejam os olhos dos UV incidentes, quer na face convexa, quer na face côncava (até 50% da exposição total).

E que tipo de protecção é recomendada?

Tal como no caso dos produtos cosméticos com índice de proteção solar, a proteção das lentes solares mede-se através do índice de proteção solar ocular (E-SPF) que mede o efetiva proteção das lentes contra as radiações UV.  Nesse sentido, o E-SPF 50+ é o ideal em lentes solares.

Como identificar uns óculos com E-SPF50+?

​Para estar seguro desta protecção deve dirigir-se a uma óptica de qualidade e solicitar expressamente essa protecção.​

Que matéria prima é utilizada nas lentes protectoras? Como são fabricadas?

As lentes solares devem obedecer a um conjunto de critérios de qualidade: desde a matéria-prima à coloração, sem menosprezar o tratamento de proteção contra os reflexos e os ultravioletas.

As lentes são de matéria orgânica de qualidade. ​O processo de coloração varia em função da matéria, desde um processo de impregnação de corantes ​(partindo das cores básicas), até a processos de sublimação e transferência de corantes com base em câmaras especiais.

As lentes escuras de má qualidade são um risco?

É importante ter em conta que o uso de lentes escuras sem qualidade é perigoso porque cria uma falsa sensação de proteção, que até agrava o risco, uma vez que a cor escura das lentes ao filtrar a luminosidade leva à maior abertura da pupila, aumentando a exposição do olho aos raios UV (nocivos).

 

SO

 

ler mais

RECENTES

ler mais