25 Jan, 2017

China regista nove mortes devido à gripe das aves este ano

A China registou este ano nove mortos com o vírus H7N9 da gripe das aves, noticiou hoje a imprensa estatal, depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter instado os países a reportar casos de infeção

Centros de controlo da doença nas províncias de Henan, Hunan e Guangdong reportaram pelo menos nove mortos, noticiou a agência oficial Xinhua.

O caso mais recente ocorreu em Henan, onde as autoridades de Saúde locais reportaram a morte de dois empregados de um restaurante, na terça-feira.

Desde que registou o primeiro caso de infeção, em março de 2013, a China registou mais de 1.000 casos, entre os quais 38,5% resultaram em morte, segundo a OMS.

A gripe das aves, que causa graves doenças respiratórias, tem maior incidência durante as estações inverno e primavera.

Segundo a Xinhua, os casos registados este ano ocorreram sobretudo no sul da China, incluindo nas cidades de Xangai e Hong Kong.

O receio de uma epidemia levou nos últimos dois anos a abates de aves em massa em Hong Kong.

O H7N9 causa particular apreensão nas autoridades, visto que as galinhas infetadas não morrem ou revelam sintomas, chegando facilmente ao contacto com seres humanos.

A “epidemia” começou em setembro passado, mas houve um “súbito e acentuado aumento de casos” desde dezembro, disse na segunda-feira a diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

Todos os países devem “manter-se atentos a surtos de gripe das aves em aves ou a casos de infeção humana”, afirmou Chan, apelando a que “detetem e reportem os casos de infeção humana imediatamente”.

LUSA/SO

 

ler mais

RECENTES

ler mais