5 Jan, 2018

Centro Hospitalar Lisboa Norte aciona Plano de Contingência

O Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) acionou o Plano de Contingência e abriu 40 camas para internamento, após um aumento médio de 100 doentes por dia, face ao mesmo período do ano passado, anunciou hoje a estrutura.

A procura do serviço de urgência acentuou-se nas últimas três semanas e cerca de 60% dos utentes atendidos na urgência central são de fora da área de influência direta daquele centro hospitalar.

“Nas últimas 24 horas, registaram-se cerca de 900 episódios de urgência, nos três serviços de urgência do CHLN, uma pressão que tem exigido bastante dos nossos profissionais que têm correspondido em pleno”, afirma em comunicado o centro, adiantando que foi acionado o Plano de Contingência Interno, que criou uma área específica para dar resposta ao aumento de internamentos.

“Nos últimos dois dias a taxa de internamento passou de 10,6% para 12,2%, em linha com o crescimento da complexidade dos doentes e das comorbilidades próprias da sua elevada faixa etária”, lê-se no documento.

Os serviços confirmaram 68 casos de gripe, dos quais 44 ficaram internados: “À data de hoje temos 27”.

O CHLN contratualizou também cerca de 60 camas externas para continuar a assegurar cuidados a doentes, que embora estejam em condições de ter alta hospitalar, aguardam vaga na Rede de Cuidados Continuados Integrados ou constituem casos sociais.

Atualmente, o CHLN tem 120 camas ocupadas por cidadãos nesta situação.

“Além do esforço de gestão de altas e da procura de resposta em tempo útil para os casos sociais e/ou de cuidados continuados, poderá o Conselho de Administração do CHLN acionar a última fase do Plano de Contingência Interno, ou seja, podemos começar a ocupar camas cirúrgicas e a reprogramar cirurgias”, revelou a estrutura de saúde.

LUSA/SO

ler mais
target="_blank"

RECENTES

target="_blank"
ler mais