2 Mar, 2017

Bolsa de Investigação atribuída a docente da Universidade do Algarve

Hipólito Nzwalo, docente do Departamento de Ciências Biomédicas e Medicina da Universidade do Algarve, foi galardoado com a Bolsa de Investigação em Doenças Vasculares Cerebrais 2016

A Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral atribui anualmente uma Bolsa de Investigação em Doenças Vasculares Cerebrais. Este ano o júri foi unânime e premiou o projeto intitulado “Influência das alterações meteorológicas e ambientais na distribuição circadiária, circaseptana e circanual da hemorragia intracerebral no Algarve”, do qual Hipólito Nzwalo é o investigador principal.

O trabalho pretende verificar se as variações diárias, semanais e mensais da temperatura e dos níveis de poluição estão associadas a um risco maior de AVC hemorrágico. Já existem alguns estudos que apontam que descidas de temperatura e níveis altos de determinados poluentes do ar aumentam o risco de AVC hemorrágico. “Nós pretendemos não só identificar esta associação, mas também tentar perceber quem são as pessoas mais vulneráveis ao risco. Reconhecendo-se o risco, estamos em melhores condições para aconselhar e influenciar comportamentos de prevenção”, explica o investigador.

A colaborar com a Universidade do Algarve, desde 2010, como supervisor de vários trabalhos de licenciatura em Ciências Biomédicas e, desde 2012, como professor convidado no curso de Medicina, Hipólito Nzwalo reconhece que este prémio, “além de permitir financeiramente executar todas as fases do estudo, é um sinal de inequívoca confiança no trabalho que está a ser desenvolvido”.

Comunicado de Imprensa/SO

 

ler mais

RECENTES

ler mais