12 Out, 2016

Aveiro recebe Centro Académico Clínico

Vai ser criado em Aveiro um Centro Académico Clínico, uma estrutura integrada de assistência, ensino e investigação médica, através de um memorando a subscrever hoje por várias entidades

Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e Adalberto Campos Fernandes, ministro da Saúde, participam na cerimónia da assinatura do “Memorando de Entendimento” para a criação do Centro Académico Clínico, que envolve a Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro e a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, a Administração Regional de Saúde do Centro e a Câmara de Aveiro.

Em Portugal existem já sete centros académicos clínicos, que associam escolas médicas a centros hospitalares e unidades de investigação, tendo como principal objetivo “o avanço e a aplicação do conhecimento e da evidência científica para a melhoria da saúde”.

A criação do Centro Académico Clínico de Aveiro insere-se na estratégia do governo de “reforço da qualificação e do desenvolvimento científico no domínio da saúde, designadamente através de uma colaboração crescente entre as escolas médicas, os centros hospitalares e as unidades de investigação”.

Com os centros académicos clínicos procura-se a integração e aproveitamento de sinergias entre a investigação, com criação de novos conhecimentos, a aplicação do conhecimento gerado, com a melhoria dos cuidados prestados à população, e o ensino na formação pré e pós-graduada e treino dos profissionais.

Através do documento que será assinado esta tarde, a Universidade de Aveiro (UA) aprofunda também a parceria que mantém com a Universidade Nova de Lisboa na área da Biomedicina, com quem mantém um programa doutoral conjunto, e perspetiva criar um mestrado em investigação clínica, além de projetos de investigação centrados em doenças crónicas.

A ocasião é igualmente aproveitada pela UA para fazer a inauguração formal do Edifício da Saúde, no Campus Universitário, e atribuir o título “Honoris Causa” ao professor Antonio Campos Muñoz, distinguindo aquele médico espanhol pelo contributo para o desenvolvimento das ciências médicas através da sua atividade científica, académica e de gestão.

Com LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais