20 Set, 2016

Autarcas exigem funcionamento pleno do Centro de Medicina e Reabilitação do Sul

A Comunidade Intermunicipal do Algarve exige medidas claras e conclusivas quanto ao novo modelo de gestão para garantir o pleno funcionamento do CMRF

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) anunciou a aprovação de uma moção onde exige ao Ministério da Saúde garantias de que o Centro de Medicina Física e Reabilitação (CMFR) do Sul vai funcionar em pleno.

A moção “Recuperar o pleno funcionamento do Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul” foi aprovada por unanimidade pelos 16 autarcas algarvios e aponta como motivos de preocupação a falta de profissionais, medicamentos e equipamentos.

Em comunicado, o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, no distrito de Faro, refere que, a par dos problemas que têm sentidos nos últimos anos, “o anúncio do encerramento do serviço de ambulatório, motivado pela saída de um médico do referido serviço”, aumentou as preocupações sobre o futuro daquele centro.

À agência Lusa, o conselho de administração da ARS Algarve, gestora do CMRF-Sul desde 2013, reiterou que “não existe qualquer risco de encerramento, nem se verifica a diminuição da qualidade dos serviços prestados” apontando para os 98% de taxa de satisfação obtido num inquérito feito junto dos utentes no segundo trimestre deste ano.

Admitindo que ocorreram quebras pontuais no fornecimento de alguns materiais de consumo clínico, a ARS Algarve sublinha que essas situações já foram corrigidas, ao mesmo tempo que justifica a saída de profissionais pela mobilidade de outros que concorreram a vagas próximas dos seus locais de residência.

Entre abril e maio de 2015, a ARS Algarve obteve aval excecional da tutela para contratações urgentes para aquele centro que resultou na entrada de 32 novos profissionais naquele serviço de saúde e refere que já este ano foram reabertos concursos para novas áreas, como medicina interna e serviço social.

O Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul (CMFRS), instalado no antigo sanatório de São Brás de Alportel, abriu ao público em abril de 2007 e serve os distritos de Beja e de Faro, sendo o seu acesso feito através de referenciação do Centro Hospitalar do Algarve e do Centro Hospitalar do Baixo Alentejo.

A ARS Algarve assumiu a gestão do Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul em novembro de 2013 após a cessação do contrato de gestão com a GP Saúde – Sociedade Gestora do Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, SA.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais