ASAE instaura 16 processos a fornecedores de refeições em hospitais

A operação dirigida às instalações de fornecimento de refeições em estabelecimentos hospitalares e unidades de saúde, que decorreu em todo o país, fiscalizou 142 operadores económicos, informa a ASAE em comunicado

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou 16 processos de contraordenação a fornecedores de refeições em hospitais e unidades de saúde por vários incumprimentos, como é o exemplo da venda de bebidas alcoólicas nas cantinas destes estabelecimentos.

A operação decorreu em todo o país e fiscalizou 142 operadores económicos, informa a ASAE em comunicado.

Um dos operadores viu a sua atividade suspensa por não cumprir os “requisitos gerais e específicos de higiene”, adianta.

No comunicado, a ASAE destaca a importância desta operação, tendo em conta que “uma parte das pessoas a que se destinam as refeições” são “os doentes e como tal elementos de grupos de risco com grande suscetibilidade a toxi-infeções alimentares”.

Como resultado da ação, foram instaurados 16 processos de contraordenação, por incumprimento dos requisitos gerais e específicos de higiene, inexistência de processos baseados nos princípios do HACCP (Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos).

As ações incidiram na verificação do cumprimento dos requisitos relativos aos serviços de fornecimento de refeições, nomeadamente, no que se refere às regras de segurança alimentar e de qualidade dos géneros alimentícios, tendo em atenção as diferentes zonas de preparação, confeção e armazenamento dos aliementos.

LUSA/SO

 

Msd - banner_final

ler mais

RECENTES

ler mais