24 Mar, 2017

Alergias de pólenes predominam em Castelo Branco, Lisboa, Setúbal e Évora

O pólen das ervas e das árvores provocam na primavera uma reação alérgica em muitas pessoas, caracterizada normalmente por espirros, comichões e falta de ar, podendo até provocar rinite, conjuntivite ou asma

As probabilidades de alergias devido aos pólenes são maiores até final do mês nas regiões de Castelo Branco, Lisboa, Setúbal e Évora, de acordo com o boletim da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica divulgado ontem.

No boletim polínico para a semana de 24 a 30 de março, os níveis de pólenes são moderados nas restantes regiões do continente e baixos nos Açores e na Madeira.

Segundo o documento, no norte do país predominam os pólenes de árvores como pinheiro, plátano, carvalhos, cipreste e vidoeiro. No sul predominam os pólenes do plátano, cipreste e azinheira. O pólen da urtiga está também ativo em todo o país.

LUSA/SO

ler mais

RECENTES

ler mais