3 Jan, 2018

Alemanha: Ministro do Interior defende testes médicos sobre idade de jovens migrantes

O ministro do Interior alemão defendeu hoje a realização de testes médicos aos jovens migrantes que requerem asilo no país caso haja dúvida sobre a sua idade, apesar das críticas da Ordem Nacional dos Médicos.

“Em todos os casos em que um documento oficial autêntico não possa ser apresentado, deve ser determinada a idade por outros meios e, se for necessário, também através de um exame médico”, disse o ministro conservador Thomas de Maizière.

Esta medida, acentuou, “é absolutamente necessária para se decidir se a pessoa é tratada como menor ou como adulto” no que diz respeito à concessão do asilo.

As condições para a concessão de asilo aos migrantes são menos rigorosas para os menores do que para os adultos, e o debate foi lançado na semana passada, quando uma jovem de 15 foi esfaqueada por um refugiado afegão da mesma idade numa farmácia em Kendel, no sudoeste da Alemanha.

De acordo com o pai da vítima, o atacante era um antigo namorado que declarou uma idade significativamente menor para garantir que conseguia permanecer na Alemanha.

Desde então, vários membros da família política da chanceler, Angela Merkel, têm defendido a introdução de testes médicos para todos os refugiados cuja idade levanta dúvidas

Para o presidente da Ordem dos Médicos da Alemanha, a introdução da medida seria “uma afronta à dignidade humana”.

“Os raios-X sem receita médica são um ataque à integridade física das pessoas”, defendeu Frank Ulrich Montgomery num artigo de opinião publicado no diário Süddeutsche Zeitung, citado pela agência de notícias francesa AFP.

A controvérsia surge numa altura política delicada para o partido conservador de Angela Merkel, que está a iniciar as negociações para a formação de um Governo de coligação com os social-democratas do SPD.

LUSA/SO

ler mais

RECENTES

ler mais