3 Out, 2016

ACT defende inclusão da segurança e saúde no trabalho nos currículos escolares

A campanha da ACT para promoção da segurança e saúde no trabalho em meio escolar coincide propositadamente com o período de regresso às aulas, “um momento de excelência” para ações de sensibilização

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) organiza hoje uma sessão de reflexão sobre segurança e saúde no trabalho em meio escolar, uma temática que o organismo gostaria de ver integrado nos currículos escolares.

A campanha da ACT para promoção da segurança e saúde no trabalho em meio escolar coincide propositadamente com o período de regresso às aulas, “um momento de excelência” que desde há três anos este organismo aproveita para reforçar a sua disponibilidade para ações de sensibilização ao longo do ano nas escolas, com alunos, professores e até encarregados de educação.

Carlos Pereira, diretor de Serviços para a Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho da ACT, explicou à Lusa que o objetivo das ações de sensibilização, pedidas pelas escolas, servem sobretudo para abordar conceitos como perigo, risco, segurança, stress, entre outros, e com os quais, sublinhou, a comunidade escolar não está muitas vezes familiarizada.

As mais de 600 ações já realizadas nos últimos três anos – período desde o qual a ACT tem uma campanha direcionada ao meio escolar – dirigiram-se maioritariamente a alunos, mas podem também direcionar-se a professores e encarregados de educação.

“Consoante a faixa etária, escolhemos os temas que nos parecem mais adequados”, referiu Carlos Pereira, que especificou que, por exemplo, com as crianças há muitas vezes a necessidade de alertar para os perigos para a saúde de uma incorreta utilização das mochilas e do peso que carregam.

As temáticas abordadas nas sessões deviam ser incluídas nos currículos escolares, defendeu Carlos Pereira, até porque, explicou, as ações de sensibilização são realizadas por inspetores de trabalho, que são insuficientes para chegar a todas as escolas e território.

De acordo com o responsável da ACT, o objetivo destas ações é que sejam direcionadas “às prioridades e necessidades identificadas pelas escolas”, uma vez que são estas que solicitam junto da autoridade a sua realização.

Na segunda-feira a ACT organiza uma sessão de lançamento da campanha de 2016, que decorre durante a tarde no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, contando com a presença de responsáveis do Ministério da Educação, de inspetores do trabalho e de Carlos Pereira, que tutela esta temática na ACT.

O objetivo, referiu o diretor do serviço, é “promover uma reflexão” sobre o tema na educação.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais