A oportunidade da oncologia de precisão

Luis Álvarez

Luis Álvarez

Responsável da OncoDNA em Portugal

É sabido por todos os profissionais de oncologia que este campo está a experimentar grandes avanços graças às investigações em genética, às inovações tecnológicas e ao desenvolvimento de novos fármacos mais específicos. A oncologia de precisão oferece claras vantagens tanto para os profissionais como para os doentes: aumenta a efetividade dos fármacos, reduz os incómodos e os efeitos secundários ao evitar tratamentos desnecessários e oferecendo novas opções não consideradas anteriormente.

Chegamos a Portugal no início do ano com o objetivo de ajudar a prática clínica portuguesa ao introduzir a oncologia de precisão, oferecendo estudos genómicos que aumentam as opções de personalização do tratamento dos doentes com cancro em Portugal. Aqui gostaria de agradecer publicamente o trato e a amabilidade que recebemos dos profissionais de oncologia nas reuniões que tivemos para mostrar os nossos avançados estudos genómicos.

Portugal recebeu-nos de braços abertos e inclusive alguns centros médicos pertencentes ao Sistema Nacional de Saúde animam-nos ao validar os nossos estudos para incorporá-los mais rapidamente na sua prática clínica. Gesto que apreciamos e que começámos a trabalhar para o conseguir a curto prazo. Como todos os procedimentos que incluem o uso de tecnologias que não estão totalmente incorporadas nas rotinas clínicas, temos realizado ações que nos têm permitido mostrar o valor acrescentado dos nossos estudos através de distintas sessões clínicas.

Além do excelente feedback dos profissionais e oncologistas, a resposta dos doentes está a ser excelente. Temos estados em contacto direto com eles graças à aposta e apoio que temos dado à escritora e Blogger Marine Antunes e à sua iniciativa Cancro com Humor. Tivemos a oportunidade de apoiar e acompanhar a Marine, sobrevivente de cancro, na tour por Portugal que organizámos em conjunto para a apresentação do segundo livro Cancro com Humor 2. Desde o passado mês de agosto até agora visitamos centros médicos e associações onde a Marine contou a sua experiência, transmitindo um grande carinho e empatia aos doentes e público.

Durante este primeiro ano participámos em dois congressos já consolidados que tiveram lugar no Porto: o 10º Simpósio Nacional EGFR e o 24º Porto Cancer Meeting. No próximo ano esperamos participar em novos congressos e jornadas para apresentar trabalhos e estudos realizados em colaboração com aqueles centros que já utilizam os nossos estudos.

O balanço do ano é muito positivo porque pudemos aproximar-nos e conhecer as necessidades reais dos oncologistas e doentes, assim como as particularidades do sistema de saúde português e colocar as fundações para o desenvolvimento da oncologia de precisão no país.

Graças aos distintos acordos de colaboração já alcançados com alguns centros clínicos, esperamos seguir implementando na prática clínica portuguesa a oncologia de precisão e ajudar a fazer frente ao cancro ao melhorar a qualidade de vida dos doentes que, no fim de contas, são quem verdadeiramente importa. Há muito ainda por fazer, a oportunidade e o objetivo da oncologia de precisão está de pé, e a partir da OncoDNA seguimos com as investigações e o trabalho com novos estudos genómicos. Estamos convencidos de que teremos grandes resultados trabalhando em proximidade com os profissionais de saúde em Portugal.

ler mais