O Palácio Nacional de Queluz será o palco da mesa redonda “VIH SIDA, que lições?”, uma organização da APEGSAUDE que vai reunir no próximo dia 24 setembro, terça-feira, das 11h00 às 13h00, vários especialistas da matéria. Entre eles, Isabel Aldir, a Diretora do Programa Nacional para a Infeção por VIH; Luís Mendão e Gonçalo Lobo, respetivamente presidente do GAT e da Abraço como representantes da sociedade civil; Helena Farinha, Diretora Nacional da Ordem dos Farmacêuticos; Carla Nunes, Diretora da Escola Nacional de Saúde Pública; Cristina Casas, Coordenadora do Núcleo de Política Migratória; e José Vera, coordenador do Núcleo de Estudos da Doença VIH da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. O debate contará com a moderação de João Gamelas, Presidente do Conselho Geral da APEGSAUDE e será encerrado com Alexandre Valentim Lourenço, Presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos.

Esta iniciativa tem como objetivo uma reflexão profunda sobre a epidemia do VIH SIDA e das metas da UNAIDS recentemente alcançadas em Portugal e que nos colocam no pelotão da frente da Europa na eficácia do combate à infeção por VIH. No entanto, quais os riscos que ainda permanecem? Qual o estigma que ainda se sente? Quais os desafios para as novas gerações? A APEGSAUDE sente a urgência de colocar o VIH na agenda do dia.