Um estudo, publicado no Jornal de Medicina Sexual, revela que ter disfunção erétil é uma condição que, na maioria dos casos, está relacionada com doenças cardíacas.

Numa metanálise que envolveu mais de 154 mil pacientes, de 25 estudos diferentes, os investigadores da Universidade de Nanchang (na China) descobriram que homens com disfunção erétil têm 59% mais probabilidade de terem problemas cardiovasculares e 34% mais chances de sofrer um AVC.

De acordo com o cardiologista Ron Bankstein, existem razões médicas para acreditar que os problemas no órgão sexual masculino indiciam futuras oclusões arteriais, como no cérebro (provocando um AVC), ou no coração (levando à ocorrência de enfartes do miocárdio).

De acordo com a pesquisa, as duas condições são causadas pela acumulação de gordura na parede das artérias, uma doença conhecida como arteriosclerose. Como os canais penianos são mais estreitos a disfunção erétil surge como o primeiro sinal de qualquer doença cardiovascular.

TC/SO