Na sequência do anúncio de greve dos motoristas de matérias perigosas, que terá início a 12 de Agosto, a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (APIFARMA) requereu ao Ministério da Saúde, ao Ministério da Administração Interna e ao Ministério das Infraestruturas e da Habitação que seja incluído no Despacho, que vier a ser aprovado, o abastecimento de combustíveis às empresas responsáveis pela distribuição de medicamentos às farmácias e instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e às empresas que dispensam dispositivos para diagnóstico in vitro, nomeadamente aos técnicos que prestam assistência técnica a equipamentos instalados nos laboratórios de análises clínicas dos hospitais e instituições do SNS.

Esta medida é essencial, segundo a APIFARMA, uma vez que caso contrário pode criar-se o “cenário perfeito” para que se dê uma grave situação de saúde pública.

EQ/SO