Seis médicos especialistas em Medicina Interna apresentaram a demissão dos cargos que ocupavam no Centro Hospitalar de Tondela-Viseu (CHTV). Os especialistas em causa acumulavam funções de chefes de equipa do Serviço de Urgência, avança esta quarta-feira o Correio da Manhã.

Na origem das demissões estará o aumento exponencial do volume de trabalho na urgência (associado a um aumento da complexidade dos casos que chegam ao hospital), sem que tenha havido um reforço da equipa.

Na carta enviada à diretora clínica do CHTV, Helena Pinto, os médicos afirmam que se tem assistido a um “sistemático desvio doe elementos do serviço para outras unidades, o que compromete a atividade assistencial aos doentes internados ao cuidado do Serviço de Medicina Interna, que tem registado taxas de ocupação bem acima dos 100%”.

Tiago Caeiro