A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) angariou 25 mil euros no âmbito da 24ª edição da Corrida Terry Fox que se realizou no dia 4 de maio, com partida e chegada ao Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, em Lisboa. Cerca de 1500 pessoas participaram na corrida e com o valor das inscrições e donativos de algumas entidades e empresas apoiantes, contribuíram para a atribuição de bolsas de estudo pela LPCC.

Em 2018, a LPCC atribuiu 579.220 euros para 24 bolsas de investigação a 6 centros de investigação e a 134 ações de apoio à formação em oncologia.

Estamos gratos pela elevada participação das pessoas na corrida e pelo seu contributo para a investigação oncológica. É um apoio importante para uma causa nobre que esperemos que venha a dar frutos no futuro”, afirma o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Vítor Rodrigues.

Nesta edição da Corrida Terry Fox, destaque para o apoio especial que o ator Jorge Corrula deu à iniciativa. Não só apadrinhou publicamente a iniciativa, como fez questão de correr os 10 km da prova.

Esta iniciativa é inspirada na história de um jovem canadiano de 18 anos de idade que, após ser diagnosticado com osteossarcoma (cancro nos ossos) e  perder uma das pernas, decidiu cruzar a costa do Canadá, com vista a angariar fundos para a pesquisa do tratamento de cancro, numa evento que designou de “Maratona da Esperança”. O seu objetivo era angariar um milhão de dólares (cerca de 890 mil euros), no entanto conseguiu obter cerca de 360 milhões (321 milhões de euros). O jovem, Terry Fox, correu cerca de 42 km por dia durante 143 dias. Depois de percorrer 5300 quilómetros, viu-se forçado a abandonar a maratona porque o cancro espalhou-se até aos pulmões. Morreu quatro anos depois, mas tornou-se um rosto incontornável na luta contra esta doença que tanta gente mata, deixando um legado importantíssimo na luta contra o cancro.