Em comunicado, o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), que integra os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, adianta que recebeu “autorização da tutela para serem assinados contratos de substituição que vêm colmatar a falta de colaboradores que se encontram em ausência prolongadas, de forma a manter os índices de qualidade e segurança da prestação de cuidados”.

Segundo o CHULN, estão a decorrer os procedimentos para “em breve” serem assinados contratos com 38 enfermeiros, nove assistentes operacionais, seis técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, cinco assistentes técnicos e um assistente social.

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte sublinha que estes contratos vão permitir “minimizar as carências de recursos humanos, resultantes das ausências prolongadas de alguns profissionais”.

O CHULN avança que estas contratações de substituição vão permitir ao Serviço de Neonatologia do Hospital de Santa Maria retomar “brevemente” a sua atividade normal.

Um documento interno do Hospital de Santa Maria, de 04 de março e divulgado na altura pelo Diário de Notícias, dava conta do encerramento de camas na unidade de neonatologia do maior hospital do país, passando a capacidade de 18 para 13 camas.

LUSA

ler mais