Kane Tanaka  © Reuters

Nascida a 02 de janeiro de 1903, a centenária recebeu um certificado oficial no lar de idosos onde vive em Fukuoka (sudoeste), na presença de familiares e do prefeito da região.

Sétima de oito irmãos, casou-se em 1922 com Hideo Tanaka, com quem teve quatro filhos e adotou um.

Kane Tanaka gosta de jogar jogos de tabuleiro – nomeadamente o famoso “Reversi” – e de estudar matemática. Acorda habitualmente às seis da manhã.

Também japonesa, Chiyo Miyako deteve o estatuto até morrer em julho do ano passado, com 117 anos de idade. A pessoa mais velha do mundo antes de Miyako também era japonesa.

No ano passado, o número de centenários atingiu um máximo histórico no Japão. Em setembro, 69.785 pessoas viviam há 100 ou mais anos e uns esmagadores 88,1% eram mulheres, de acordo com o Governo de Tóquio, que atribuiu o recorde aos avanços da medicina e ao aumento da consciência sobre a saúde.

Numa nação cuja tradição culinária se centra em peixe, arroz, vegetais e outros alimentos com baixo teor de gordura, a obesidade, por exemplo, ainda é relativamente rara.

No entanto, Tanaka ainda tem um caminho a percorrer antes de se tornar a pessoa mais velha de sempre, feito alcançado pella francesa Jeanne Louise Calment, que viveu até aos 122 anos, segundo o Guinness World Records.

O homem mais velho do mundo ainda está sob investigação, depois da morte do japonês Masazo Nonaka, em janeiro, aos 113 anos.

LUSA

ler mais